Como a economia colaborativa auxilia o crescimento do seu negócio?

Como a economia colaborativa auxilia o crescimento do seu negócio?

Vivemos em uma época de grandes e rápidas mudanças. A internet fez com que modelos de negócios tradicionais passassem por transformações e os que não se adequaram ficaram para trás, dando lugar aos empreendimentos inovadores.

Uma das mudanças que têm revolucionado o mercado nos últimos tempos é a economia colaborativa. Quer saber mais sobre essa nova forma de fazer negócios? Então continue a leitura para ficar por dentro do assunto.

O que é economia colaborativa?

É um conjunto de práticas relacionadas à produção, à distribuição e ao consumo de produtos e serviços, os quais são obtidos e/ou utilizados através do compartilhamento, sem a intermediação de grandes corporações.

A economia colaborativa considera uma visão de mundo que objetiva amenizar os problemas ambientais e sociais já existentes. Sendo assim, ela pode se materializar através de doações, trocas, empréstimos e ajuda mútua, por exemplo.

Economia colaborativa x economia compartilhada

Muita gente acredita que estas expressões são sinônimas, mas a verdade é que não é bem assim. Apesar de compartilharem a mesma filosofia no que diz respeito a minimizar os problemas ambientais e a reduzir o consumo, elas se diferenciam em um aspecto fundamental: a presença (ou não) de intermediários.

Para que essa distinção fique mais clara, imagine que você necessite de uma furadeira para algo em sua casa, mas sabe que tão cedo não precisará usá-la novamente. Nesse caso, é possível alugar uma ao invés de comprar. Quando você recorre a um app para fazer isso, está automaticamente contando com um intermediário. Assim, neste caso, temos um exemplo de economia compartilhada.

Por outro lado, suponhamos que, no seu bairro, um grupo de pessoas decidiu se unir para reformar uma praça e eles estejam necessitando de uma furadeira. Quando leva a sua máquina até lá e a utiliza para ajudar a revitalizar o local sem cobrar nada por isso, você está praticando economia colaborativa, pois esta ação dispensou os intermediários.

Talvez você se pergunte: mas o que eu ganho agindo assim? Na economia colaborativa, o lucro se torna algo secundário. Pense, por exemplo, que seus filhos poderão usufruir do espaço revitalizado para brincar ou que você, nessa oportunidade, terá a chance de conhecer seus vizinhos e estreitar laços com eles. Disso podem surgir oportunidades – inclusive de negócios – as quais você nem imaginou inicialmente.

O caso do LeaderX

Você talvez esteja se perguntando o motivo de o LeaderX ser diferente, envolvendo economia colaborativa e não compartilhada. Provavelmente está curioso para saber como isso funciona na prática.

Quando promovemos um evento, oferecemos a cada líder uma experiência por meio da qual ele pode ter insights poderosos que lhe ajudarão a fazer crescer o seu negócio. Essas ideias podem surgir em diversos momentos como, por exemplo, em conversa com outras lideranças durante o evento.

Assim, o pioneirismo do LeaderX está em conectar pessoas que tenham objetivos parecidos em oportunidades nas quais elas possam trocar informações e compartilhar conhecimento. Trabalhando juntos estes líderes podem colaborar uns com os outros e, a partir disso, dispensar intermediários, criando uma verdadeira comunidade.

De projetos colaborativos assim surgem preciosas oportunidades de divulgar uma marca, conhecer outros profissionais e assim ter acesso a uma rede de contatos que pode render diversos frutos no presente e no futuro, apesar de esta não ter sido a intenção principal de se inserir nesse tipo comunidade.

Economia colaborativa e redes horizontais de cooperação: qual é a relação?

Para que você entenda como esses dois conceitos se relacionam, é importante primeiro saber o que são redes de cooperação. Elas são um dos princípios da economia colaborativa e consistem no agrupamento de negócios para atingir um objetivo comum.

Pense, por exemplo, em empresas de porte pequeno ou médio que desejem oferecer um produto ou serviço, mas que sozinhas não conseguem atender à demanda de determinado cliente. Atuando em rede, ou seja, cooperando entre si, essas organizações ganham em relevância e competitividade, podendo aumentar sua lucratividade ao unidas, terem poder de concorrer com grandes empresas.

As redes de cooperação podem ser horizontais e verticais. Neste post, falaremos apenas sobre as horizontais. Nelas, as empresas se juntam e cada uma delas oferece o que é sua expertise. Não há uma relação hierárquica em que uma seja superior à outra ou cliente da outra.

Uma vez que a venda ou prestação de serviço ocorra, as organizações partilham o lucro. Assim, economia colaborativa e redes horizontais de cooperação estão completamente conectadas porque dizem respeito a compartilhar seus recursos em função de um objetivo comum, em uma parceria de igualdade – e não de subordinação – na qual todos saem ganhando.

E, quando o LeaderX possibilita que esses líderes se encontrem, esses eventos se tornam um ambiente propício para a troca de ideias e criação de parcerias, fomentando a economia colaborativa e usando, para isso, as redes de cooperação.

Como adotar a economia colaborativa em seu empreendimento?

Se você entendeu o potencial da economia colaborativa, provavelmente quer saber como implementar esse conceito na sua empresa. E você está certo em querer agir assim, pois esse modelo já é uma realidade na maioria dos países e sua tendência é se expandir cada vez mais.

O primeiro passo é avaliar seus objetivos em relação ao seu negócio. Economia colaborativa é mais do que uma moda, é uma nova forma de ver a realidade que lhe cerca, enxergando-se como parte de uma comunidade maior na qual não é preciso necessariamente competir o tempo inteiro para ser bem-sucedido: muitas vezes, unir forças pode trazer um resultado muito mais positivo.

A partir disso, é necessário encontrar parceiros que tenham os mesmos propósitos que os seus e com eles viver uma experiência que vai mudar a sua forma de enxergar o futuro do seu negócio. Uma maneira de fazer isso é através dos eventos do LeaderX.

Nessas ocasiões, são oferecidos aos líderes empresariais não apenas oportunidades de parceria e acesso diferenciado a uma rede qualificada de executivos e empreendedores, mas, sobretudo, experiências, aprendizados, reflexões e trocas de ideias que vão revolucionar a forma como vê concebe questões como liderança, tecnologia e inovação. Acesse o site agora mesmo e veja o calendário com os próximos eventos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *